EVANGELISMO HONESTO

É fácil pensar sobre Paulo atravessando sem parar o leste do Mediterrâneo, confiantemente proclamando a Cristo, alegremente aceitando os açoites, sabedor de que a mensagem do evangelho não pode ser detida, que seu apostolado lhe dava grande autoridade e que as igrejas iriam florescer onde quer que ele visitasse.

Mas não era dessa maneira que Paulo via seu trabalho. De forma nenhuma. Quando ele visitou Corinto, estava visitando uma cidade construída em torno do comércio, com uma cultura que premiava a busca pela experiência e promovia um pluralismo religioso. Em outras palavras, quando ele visitou Corinto, estava em um lugar muito semelhante aos locais que você e eu vivemos.

Se alguma vez você tentou falar a respeito de Jesus, mas se sentiu fraco, amedrontado, com as pernas que parecem mais uma gelatina, e mesmo assim uma mensagem gruda na sua boca e soa letárgica à medida que passa por seus lábios, então você está em boa companhia – foi exatamente isso que Paulo experimentou.

Para Paulo, negar-se a atravessar a linha da dor seria a mais fácil deste mundo para se fazer. Não se levantar e falar sobre Jesus. Não correr o risco de ser rejeitado ou zombado. Entretanto, ao invés disso:

“Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.” I Coríntios 2.2

Ele cruzou a linha da dor. Ele falou sobre Jesus e... uma igreja começou. As pessoas para quem Paulo escreveu eram aquelas que estavam famintas por essa mensagem e não hostis a ela.


SÉRIE

LIVROS

R$ 50,00

STATUS

Em estoque

CÓD.

LIVEVAHON


ISBN: 9786559710737

Lições